Arquivo de Julho, 2008

Um dia no mundo do IVA…

Posted: 10/07/2008 in Geral
Etiquetas:,

É dia 1 de Julho, o dia parece radiante, é dia da baixa do IVA…

Levanto-me e tomo banho (não eu, um qualquer ser abstracto, porque eu não tomo banho de manhã), apresso-me a vestir a roupa para sair.

Entro na padaria/pão quente para tomar o pequeno almoço, uma bela meia de leite e um pão com manteiga, enquanto leio o jornal diário reparo que ainda bem que não foi comprado por mim (é da “casa”) pois parece-me que o preço é o mesmo do dia anterior, mas deve ser engano meu. No final peço a conta que de certeza trará o primeiro desconto do dia…

(Cliente) – Menina, deve haver aqui algum erro, é a mesma quantia que paguei ontem!!

(Escrava) – Claro que é, os aumentos semanais é só nos combustíveis, ainda não chegaram aos alimentos!

(Cliente) – ????

Saio sem reclamar, afinal não havia razão para espancar a criatura pois a culpa deveria ser do patrão que não a tinha informado da nova baixa do IVA.

Entro no carro e vou em direcção ao trabalho (sim, porque emprego é para os outros), confuso pelo facto de haver uma empresa que não obedeceu às ordens do Ministro das Finanças, que é uma espécie de representante de Deus na terra (ou será do outro???). Ao passar na portagem, o painel é peremptório… 2,95€ na saida de Braga. Por ser ainda cedo levo tempo a reagir, e quando dou conta já estou longe da portagem, se fosse permitido parar nas auto-estradas seguramente teria abandonado o carro e rebentado com o mostrador, mas é inútil não quero arriscar uma multa que ficaria bem mais cara.

A produção nem é a mesma no serviço durante a manhã,… não existe explicação, a não ser que as portagens não estejam sujeitas a IVA. Sim, deve ser isso, ou então algum erro informático. Sossego…

Vou almoçar, o serviço noticioso na TV sem som não se cansa de anunciar a baixa do imposto tão desejado, finalmente todos se irão recordar e quem ainda não baixou os preços, seguramente o irá fazer.

(Cliente) – Era a conta, por favor.

(2º Escravo) – São 6,5€, por favor.

(Cliente) – Não, não são, 6,5€ foram ontem, hoje são 6,45€, ora veja lá se não estou correcto.

(2º Escravo) – ???? (vai consultar o chefe)

(Chefe do Escravo) – Desculpe senhor, mas de facto são 6,5€, sabe é que são pratos do dia, não estão tabelados e com os aumentos e tal,… já é muito pequena a margem de lucro.

Completamente desiludido e algo zangado, pago e saio porta fora com a promessa de não voltar a um restaurante onde não cumprem as instruções dos mais altos representantes da pátria.

A tarde corre ainda pior que a manhã, tal é o tamanho do nó no estômago de tanta revolta. Preciso de um café. Na hora de pagar, ohh não, o preço é o mesmo.

No final do dia compro uma garrafa de gás, o preço é o mesmo, um quilo de maças na mercearia da esquina, a carne no talho, tudo com os mesmo preços… nãããããoooooo

De repente,… acordo com suores frios e apercebo-me que afinal ainda era a manhã do dia 1 de Julho e tudo não passou de um pesadelo. Sossego…

É dia 1 de Julho, o dia parece radiante, é dia da baixa do IVA…

Anúncios

Não é que agora uma pessoa tem que aturar a comunicação social em peso a dizer que houve para aí um “homem” a ter uma criança, já não há paciência…, é em todo o lado, televisão, rádio, jornais.

Epá ponham lá os pontos nos i’s.

FOI UMA GAJA COM PROBLEMAS NA CABEÇA QUE TEVE A CRIANÇA.

Recuso-me a ser comparado com uma mulher com problemas existenciais e que pelos vistos usou o seu dinheiro para comprar o mais caro tipo de cosmética que existe. Até me podem acusar de ser uma pessoa intolerante e discriminatória para com os gays e outras formas indefinidas de vida que para aí existem (como fizeram coma Manuela Ferreira Leite assim que disse que era contra a atribuição de iguais regalias em relação aos casais normais). Pronto, podem, se me acusarem é justo, é verdade (será que isto faz de mim um seguidor do PSD???… não, não faz).

Lá que essas pessoas existam, é justo, que se reúnam e façam filmes (daqueles que me fazem virar o barco por 2 vezes se não carrego no botão para o canal seguinte 5 milésimos de segundo após me aperceber que é desse tipo), pode ser…, que queiram adoptar filhos e levar abono de família, não me gozem… Já vejo com desconfiança a adopção por casais, lá para o interior (tipo em “Ai-Dos-Currais” ou uma terra do género), cujas donas de casa parece nunca terem ouvido falar de métodos de disfarce do buço,… quanto mais por indivíduos de pelo na benta.

E não me convencem que estas coisas nascem com a pessoa, a natureza não comete assim erros tão grandes, são mas é as más influências, tipo ser do Benfica (a estes também devia ser cortado o abono e o subsídio de desemprego).

Juizinho