Arquivo de Setembro, 2006

FRASE DO DIA #2

Posted: 29/09/2006 in Frase do dia

Desta feita foi a vez dos nossos”queridos” politicos brilharem.

A frase é do Ministro das Obras Públicas e vem de encontro ao que o António Guterres já nos tinha dado uma amostra. Os politicos são muito maus nas contas de cabeça.

“… ficou mais cara 10%, era para custar 260 milhões e ficou por 300 milhões, portanto mais 30 milhões

Não é só o facto de se menosprezar milhões que fica mesmo mal ao Ministro, mas dizer que 300-260=30 (erro de 10 milhões) e MESMO QUE FOSSE VERDADE, dizer que 30 seriam 10% de 260 (erro de 4 milhões) são 14 milhões de erro na mesma frase. Eu cá não me importava de ficar com eles.

Ainda bem que não foi o Ministro da Educação senão não havia professor de matemática que teria fundamento para reprovar os seus alunos.

Cumprimentos

Anúncios

FRASE DO DIA #1

Posted: 22/09/2006 in Frase do dia

Sempre que me deparar com frases realmente estupidas que me façam abrir a boca de espanto vou tentar partilhá-las com vocês (mesmo que não queiram) numa rubrica que começa agora.

E começo por uma fresquinha, dita por um dos personagens que mais me faz rir sem pertencer ao mundo da comédia, o “Orelhas” (e não estou a falar do personagem do Noddy que esse não tem piadinha nenhuma).

E a frase é:

“Com o projecto que temos, vamos chegar a 2011 ou 2012 e seremos um grande colosso europeu, para não dizer mundial.”

Espero que se riam tanto como eu.

Cumprimentos

Preparar para a vida…

Posted: 20/09/2006 in Geral

Olá pequenada, esta é uma mensagem subliminar para xinar as vossas cabeçasCom a necessidade de tomar conta da criançada lá em casa confesso que tenho gasto mais tempo a ver o “Canal Panda” e os desenhos animados da 2: do que a ver as noticias ou a actualizar o “blog”.

No entanto apercebi-me de uma falha crítica no sistema dos média. É que analisando bem os temas, estes não fazem qualquer sentido e não têm qualquer objectivo prático.

Precisamos de preparar as nossas crianças para a vida, para a realidade, para os problemas reais e não é com temas como:

  1. O noddy perde o guizo (se bem que este pode ser um problema grave em certos aspectos médicos não penso que tenha sido esse o objectivo)
  2. O país dos brinquedos fica sem cor
  3. O misterio dos “muffins” de groselha desaparecidos
  4. Sonso e o Mafarrico enganam o Noddy (pela 68ª vez)

Temos que mudar esta mentalidade e dar uma noção da vida aos nossos rebentos (gosto de os chamar assim devido ao efeito de “rebentamento” que deixam por onde passam) e prepará-los para a realidade e o seu futuro. Acho que só teríamos a ganhar com isso.

Proponho pois aos criadores deste tipo de entretenimento que insira temas mais adaptados à realidade como, por exemplo:

  • Noddy perde o táxi para uma instituição bancária por falta de pagamento do empréstimo
  • Sr. Lei passa ao quadro de Supra-numerários do estado
  • Sonso e o Mafarrico escapam das malhas da justiça por falta de meios nas forças policiais (ver ponto anterior)
  • Sr. Volumoso admite acabar com a equipa de futebol da terra
  • Sr.ª Xadrezinho e o fecho da fábrica de calçado após o divórcio com o marido (este é o maior dos dramas visto esta senhora ter cerca de 50 filhos para alimentar).

Teríamos com certeza, não um futuro melhor, mas pelo menos uma menor taxa de depressões quando atingissem a idade adolescente e adulta.

Cumprimentos

Hoje é dia 11 de Setembro…

Posted: 11/09/2006 in Geral

… e tal como vários milhões de sitios na net, também aqui vou falar nisso.

Esse dia em 2001 foi de alguma tristeza e espanto.

Como é triste ver pessoas a saltar para a morte, como é triste ver inocentes a ficarem soterrados no meio dos escombros, queimados, asfixiados. É triste as mulheres perderem os maridos, os maridos as mulheres e principalmente as crianças os pais.

De espanto por imaginar como podiam ter 2 dezenas de indivíduos patrocinados por um pequeno homem de barbas lá no meio dos montes do continente asiático perpetrado semelhante golpe nos rins do maior centro cosmético do mundo.

Cinco anos depois… a tristeza de ver os inocentes morrerem continua. O espanto desapareceu. Não me acredito que o pequeno homem de barbas tenha feito morrer tanta gente. Não sou de acreditar em teorias da conspiração, mas depois de ver documentários como o “Loose Change”, de ver tantas vezes as teorias de colapso das torres deitada por terra (perdoem a figura de estilo) em sites e documentários, depois de, tal como muita gente, não haver quem explique como raio o WTC7 caiu e porque raio o dono deu indicações para que não tentassem salvar o edifício, o que é feito dos passageiros do voo United 93 e o porquê de haver registos de trajecto contraditórios para além de um ridículo telefonema feito supostamente do avião, o que raio atingiu o Pentágono, como raio sabia o “Mayor” de Nova York que havia risco de colapso mesmo antes dele acontecer e como raio alguém sabia que aquilo podia colapsar…

O espanto desapareceu porque 5 anos depois ninguém explicou, apesar de tanta gente ter levantado a voz a pedir explicações e com evidências que contradizem quase tudo o que se quis fazer crer até então para explicar o sucedido. Desapareceu o espanto ao fechar os olhos e rebuscar tudo o que está na história daquele país… Guerra, poder, dinheiro.

“Não será exagerar pensar que eram capazes de matar 3000 compatriotas”

Análise fria: Mais de 280 nacionalidades estão entre as pessoas que foram afectadas pelo acontecimento, logo era quase como atacar no estrangeiro.

Mas pensando bem, quantos inocentes morreram na 1ª Bomba atómica e principalmente na 2ª e nas consequências disso? Quantas morreram nos ataques “cirúrgicos” das bombas e misseis lançadas dos aviões nas guerras do golfo e do Iraque etc? Qual será o saldo dessas morte? Quem mais beneficiou pela queda das torres por ter milhões em seguros que nem a minha imaginação consegue atingir? Quem beneficiou com a guerra ao terror que se desencadeou após esta data e tem na venda de armamento uma das maiores fontes de receita?

Eu sei as respostas a esta 2ª ronda de perguntas mas não da primeira, e vocês?…

Cumprimentos