Arquivo de Agosto, 2006

As consolas de jogos acabaram de subir na minha consideração. Finalmente, uma famosa consola de jogos (Playstation 3 da Sony) para além de dar cabo da cabeça dos putos e os estupidificar socialmente (apenas ligeiramente menos que as novelas da Floribella) vai poder contribuir para o desenvolvimento da ciência no estudo do combate a certas doenças.

F@H

Tal como noticiou o site da BBC a Playstation poderá em breve ajudar o projecto Folding@Home, o qual é orgulhosamente representado em Portugal pela equipa de computação distribuída do Portugal@Folding, sendo apenas necessário proceder à instalação de um pequeno programa, analogamente ao que se faz para os PC’s.

Este novo suporte vai permitir que o nobre projecto ganhe uma maior dimensão, uma vez que a capacidade de processamento das referidas consolas (em Teraflops) é significativamente superior às capacidades da generalidades dos pc’s. Tal como noticia a BBC, cerca de 2500 consolas em simultâneo chegariam para equiparar a capacidade de cálculo do mais rápido supercomputador conhecido, o Bluegene/L da IBM.

Boas noticias pois para a comunidade cientifica e para o pessoal que já pode invocar  junto dos pais, razões de solidariedade para que estes adquiram uma consola de jogos.

Cumprimentos

Depois da laranja seca que foi a história do Pinto da Costa e os relógios (ridículas acusações), será que a PJ se volta para onde está o verdadeiro sumo?

Esperemos que sim, em prol do surgimento de novas anedotas para gáudio do povo.

Ahh! Macho…

Posted: 21/08/2006 in Eh pá...sinceramente

11300_large

FOGO! FOGO!…

Posted: 07/08/2006 in Geral

Aproveito o facto de hoje ter acordado ao som de sirenes e helicópteros para defender alguns tipos de violência.

Não é que seja um tipo violento, nada disso, apesar de ter uma predilecção por filmes de terror, filmes de acção onde morrem milhares de americanos (se for a exterminação completa do país vejo-os prai 5 vezes seguidas caso consiga ficar acordado), de aplicar um correctivo de vez em quando, e de desejar a morte violenta a alguns automobilistas por essas estradas fora, até me considero um pacifista. No entanto, ao acordar, olhar pela janela e ver um dos pulmões da Cidade do Porto (Serras da Santa Justa e Pias) e local de lazer para muitos a ser incinerado (a parte que não ardeu, porque já o ano passado tinham queimado tudo do outro lado) deixa qualquer um com os olhos vermelhos (e eu até nem gosto muito da cor) de raiva.

E não me acredito em causas acidentais (noutras situações também as haverá mas não neste caso). Não me acredito que logo que se levanta um vento que dificulta o trabalho dos bombeiros aumentem exponencialmente o numero de fogos ateados, não sendo sequer dos dias de temperaturas mais elevadas e muito menos às primeiras horas da manhã, quando ainda mal tinham surgido os raios de sol (o ano passado chegou ao ridículo de se iniciar de madrugada).

É pois com alguma revolta que insisto em dizer que enquanto não se usar de alguma violência para com os indivíduos que comprovadamente praticam o acto de incendiar (bem como outros crimes que para agora não são chamados, tipo violação de menores, etc.) não conseguimos diminuir o desespero de famílias que apenas ficam com o que tem no corpo, privados de bens para os quais trabalharam toda a vida. E não me refiro a violência do tipo clássico como “beijar as mesas das esquadras” ou “dar cabeçadas nas botas do guarda de serviço” que às vezes se aplica (bem ou mal) por esse país fora, … não, estou a falar em violência gratuita mesmo, estilo abandoná-los de pés e mão atadas no meio das suas vitimas, chicoteamento em praça pública filmado e transmitido em horário nobre (a TVI havia de adorar), aplicação de técnicas antigas de tortura.

Neste verão tenha cuidado e evite o fogo acidental… já nos bastam os outros que não conseguimos evitar.

Cumprimentos

Saldo …

Posted: 04/08/2006 in Geral

Tal como uma ou duas pessoas podem ter reparado, já passaram alguns dias desde o meu último post. O motivo desta ausência pouco notada (uma vez que a maioria dos visitantes do blog são oriundos de pesquisas na net pela palavra “mamas” e caem erroneamente neste post), não se deveu ao facto de não ter stressado com alguns acontecimentos, mas pelo facto de o meu motivo de stress ter mudado e me dar menos disponibilidade para saber de coisas que me stressam. O motivo desse stress nasceu com pouco mais de 3 kilos mas traz algumas toneladas de preocupações.

Porém no tempo que me resta, dá para acompanhar parcialmente o serviço noticioso e as últimas novidades sobre o país … médio oriente.

De modo que venho aqui fazer um saldo das contas desse conflito cada vez mais estúpido (se é que isso é possível) para aqueles que andam ainda mais distraídos do que eu:

  • Mortos libaneses (segundo os libaneses) – 900 (1/3 dos quais <12 anos e apenas 80 eram do Hezbollah)
  • Mortos libaneses (segundo a Reuters) – 686
  • Mortos libaneses (média aritmética é sempre a mais real) – 793 (sabe-se lá quantos eram do Hezbollah)
  • Mortos Israelitas (segundo fontes indeterminadas) – 61 (41 dos quais soldados)

Um inquérito israelita sobre a morte de até 54 civis em Qana, no domingo, concluiu que os militares erraram (UAU), mas acusou o Hezbollah de usar civis como escudos humanos (das duas uma, ou as informações sobre civis nos locais bombardeados estão a chegar defeituosamente e os israelitas mandam “chuva” indiscriminadamente… independentemente quem esteja por baixo como já aconteceu com os militares internacionais… ou então não querem saber e mandam chuva sabendo que estão lá civis). A Amnistia Internacional disse que o inquérito foi inadequado (UAU).

Cumprimentos